Bolsas europeias em baixa

As bolsas de Londres, Paris e Frankfurt desciam 0,74%, 0,23% e 0,31%, bem como as de Madrid e Milão que recuavam 0,55% e 0,18%, respetivamente.

Depois de ter aberto em baixa, a bolsa de Lisboa mantinha a tendência e cerca das 09:10 o principal índice, o PSI20, descia 0,3% para 5.145,04 pontos.

Para esta semana, segundo operadores citados pela Efe, os investidores vão estar pendentes de desenvolvimentos do ‘Brexit’, designadamente de uma nova votação do acordo no Parlamento britânico que determinará a extensão do adiamento, bem como das negociações comerciais entre os Estados Unidos e a China.

Na Alemanha, França e Espanha vão ser divulgadas hoje as taxas de inflação referentes a março, que poderão ser “claramente inferiores” aos objetivos do Banco Central Europeu (BCE).

Na passada quinta-feira, a União Europeia (UE) aprovou um adiamento da data do Brexit, previsto para 29 de março, mas com dois cenários possíveis em função de se o Parlamento britânico aprovar o acordo celebrado entre o Reino Unido e a Comissão Europeia.

Assim, se o parlamento britânico aprovar o pacto, o Brexit será adiado até 22 de maio, mas se não der ‘luz verde’ a saída será adiada até 12 de abril.

Em Nova Iorque, a bolsa terminou em baixa na sexta-feira, com o Dow Jones a cair 1,77% para 25.502,32 pontos, depois de ter atingido em 3 de outubro os 26.828,39 pontos, atual máximo desde que foi criado em 1896.

No mesmo sentido, o Nasdaq fechou a recuar 2,50% para 7.642,67 pontos, após ter subido até aos 8.109,69 pontos em 29 de agosto, atual máximo de sempre.

A nível cambial, o euro abriu em alta no mercado de divisas de Frankfurt, a cotar-se a 1,1305 dólares, contra 1,1284 dólares na sexta-feira.

O barril de petróleo Brent para entrega em maio abriu hoje em baixa, a cotar-se a 66,59 dólares no Intercontinental Exchange Futures (ICE) de Londres, menos 0,46% do que na sessão anterior e depois de ter estado acima dos 85 dólares no início de outubro.