Caixa Geral de Depósitos lidera queixas à DECO em 2018

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) foi a empresa de serviços financeiros com mais reclamações junto da Deco no ano passado, devido à cobrança de comissões bancárias e à falta de clareza na informação de produtos financeiros vendidos.

“A CGD tem como cliente população mais vulnerável, como reformados, que precisam de atenção especial”, disse à Lusa a coordenadora do Gabinete de Apoio ao Consumidor (GAC) da associação para a defesa do consumidor Deco, Ana Sofia Ferreira, recordando que até ao ano passado muitos desses clientes estavam isentos de comissões bancárias mas, por diversas razões, deixaram de estar.

Além das comissões, a CGD foi motivo de reclamações à Deco por causa de aplicações financeiras adquiridas pelos clientes, nomeadamente no que diz respeito à sua rentabilidade, à possibilidade de resgate e penalização associada ao resgate e ainda ao facto de algumas dessas aplicações não poderem ser resgatadas.

Os serviços financeiros ficaram em terceiro lugar no ‘ranking’ de reclamações de consumidores à Deco em 2018, com 19.249 queixas, de um total de 23 mil conflitos mediados pela associação.