Endividamento da economia volta a subir

O endividamento da economia portuguesa voltou subir em novembro. De acordo com dados divulgados pelo Banco de Portugal (BdP). A maior parte, saliente-se, era referente ao setor privado, mas foi o aumento da dívida no setor público que motivou este acréscimo.

No comunicado divulgado pelo supervisor “Em novembro de 2018, o endividamento do setor não financeiro situou-se em 723,1 mil milhões de euros, dos quais 323,4 mil milhões de euros referentes ao setor público e 399,8 mil milhões de euros ao setor privado”.

O comportamento em cadeia, ou seja, em comparação com o mês anterior foi de aumento. O endividamento aumentou 1,6 mil milhões de euros em comparação com outubro.

Este acréscimo ficou a dever-se, sobretudo, ao aumento da dívida no setor público, que foi de 1,2 mil milhões de euros. Já no setor privado, o aumento foi de 400 milhões de euros, ainda de acordo com dados divulgdos pelo supervisor.

Por sua vez, “o acréscimo do endividamento do setor público resultou, sobretudo, do aumento do endividamento face ao setor não residente e às próprias administrações públicas”, refere a entidade liderada por Carlos Costa.